Experiência de quase morte ocorre quando a alma deixa o sistema nervoso e entra no universo, afirmam 2 especialistas em física quântica

A experiência de quase morte acontece quando a substância quântica que forma a alma deixa o sistema nervoso e entra no universo como um todo, de acordo com uma notável teoria proposta por dois cientistas eminentes.
De acordo com essa ideia, a consciência é como um programa de computador quântico no cérebro, que pode persistir no universo mesmo após a morte, explicando as percepções daqueles que têm experiências de quase morte.

Anúncios

Você pode mudar seu DNA

Quando nascemos, o ácido desoxirribonucleico (DNA) em nossos corpos contém todas as informações para o que somos e instruções para o que nos tornaremos. Por exemplo, ele pode dizer para que os nossos olhos, eventualmente, mudem da cor azul no nosso nascimento para o castanho mais tarde, nossa altura de 50cm para 1,80m e mais uma infinidade de outras mudanças ao longo de nossas vidas. Muitas pessoas acreditam erroneamente que o DNA com o qual nascemos é o único determinante para quem nós somos e para quem nós iremos nos tornar, mas os cientistas têm compreendido há décadas que esse determinismo genético é uma teoria errada.

Como compreendemos a realidade e qual sua importância

Somos parte de uma raça de sete bilhões de pessoas separadas por diferentes sistemas de crenças de como o planeta funciona. Imagine uma raça unida pelo conhecimento ao invés de uma raça dividida por suas crenças. Todos nós percebemos a realidade física como sendo a mesma. Pelo simples fato de compreendermos “como o mundo é” nós o estamos criando simultaneamente. As descobertas mais atuais da física quântica e da ciência convencional estão começando a entender que a consciência e a forma de como compreendemos a realidade, são diretamente responsáveis por criar a nossa realidade.